."O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele." Immanuel Kant

25
Abr 07
Neste dia em que se comemora o 25 de Abril de 1974 depois das festividades oficiais fica o espaço para a reflexão.
Um dos objectivos dos autores do 25 de Abril foi o de promover a melhoria das condições socioeconómicas e educacionais do povo português.
Deste modo este movimento libertador projectou as suas alterações nos diversos campos da sociedade.
A educação foi desde sempre uma prioridade de todos os governos constitucionais.
No entanto várias foram as reformas a que o sistema de ensino foi sujeito ao longo destes 33 anos... Só a título de exemplo recordo a extinção das escolas comerciais e técnicas....
Sendo claro que todas as reformas visam a melhoria da eficiência dos sistemas às quais se aplicam não deixa igualmente de ser verdade que todas as reformas só têm o seu sucesso assegurado quando envolvem activamente todos os intervenientes no sistema.
Sendo esta premissa universalmente aceite não deixa de causar perplexidade o facto de a generalidade das referidas reformas raramente terem procurado envolver efectivamente os docentes nas mesmas.
As últimas alterações decididas por esta equipa ministerial são o exemplo acabado deste alheamento entre o decisor e os efectores . O desencanto gerado é tão grande que Armanda Zenhas num artigo publicado no Portal Educare coloca a questão que dá título a este post .

Ainda vale a pena ser professor?  é então um grito de alerta que, neste dia, importa  ler, pensar e meditar...
publicado por dom.bacelar às 21:00

Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

24
26
27

29


arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO